Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Guerra, Estratégia e Armas



Sábado, 28.03.15

"Tempestade de Decisão" é Nome de Guerra da Aliança dirigida pelos Sauditas contra os Huthis do Jémen

Huthis quando atacaram o Palácio Presidencial do velho Ditador do Iémen 

 

A Arábia Saudita imitou as táticas dos americanos na sua ofensiva contra os xiitas Huthis que, entretanto avançam para o Sul, nomeadamente para conquistarem a segunda maior cidade do Iémen, onde se refugiou o deposto presidente, agora no Egito na reunião da Liga Árabe.

Os sauditas designaram a sua ofensiva aérea de “Tempestade de Decisão” e aliaram-se com vários países vizinhos e amigo sunitas árabes, formando uma aliança de 10 nações que têm estado a bombardear posições Huthis com 185 aviões, dos quais se salientam os poderosos F-15, Tornados e Eurofighters da Arábia Saudita, o país mais bem armado da região. Estes aviões destruíram já quase todo o potencial antiaéreo dos Huthis que incluía alguns mísseis fornecidos pelo Irão.

Tudo indica que se trata de preparativos para um ataque do norte com 150 mil sauditas e um desembarque a sul com fuzileiros navais egípcios protegidos pela respetiva marinha de guerra.

Os iranianos protestam, já que foram eles que financiaram e armaram os Huthis em aliança com milícias Al-Qaeda.

No caso de se iniciarem as operações terrestres teme-se que os iranianos queiram bloquear o Estreito de Ormuz, utilizando minas e pequenas vedetas rápidas portadoras de mísseis antinavios e antiaéreas.

Os helicópteros dos porta-aviões americanos podem detetectar com facilidade as minas e destrui-las, mas leva o seu tempo, principalmente se o números desses objetos letais for muito elevado. Além disso, as bases das pequenas vedetas iranianas podem ser facilmente bombardeadas, mas basta pôr a arder um ou dois petroleiros para que a navegação seja suspensa enquanto durarem as operçaões militares.

Considerando o elevado número de petroleiros que passa diariamente com petróleo do Kuwait, Emiratos, Irão e Arábia Saudita admite-se que haja uma subida quase explosiva do preço do barril, a qual “pagará” certamente a guerra, salvo as vidas humanas perdidas para sempre.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por DD às 21:07


1 comentário

De Loureiro a 07.05.2015 às 12:19

Amigo Dieter

Gosto de ler este blog. Agora são todos contra todos. Será que a Humanidade está desgraçada.

Saudações Cordiais
José Loureiro

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Março 2015

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031