Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Guerra, Estratégia e Armas


Sábado, 14.09.19

Nova Espingarda Automática para o Exército Português

 

 

Chegou à idade da reforma, a velhinha G-3 de 1962/63 e anos seguintes que serviu nas guerras coloniais e das quais Portugal fabricou 250 mil unidades, além de ter recebido da Alemanha um primeiro lote de 2.400 armas. Na história do armamento português só o mosquete inglês “Brown Bess” de 1808 é que foi utilizado em maior quantidade nas guerras napoleónicas e depois na guerra entre absolutistas e liberais.

A G3 com o calibre 7,92x51 mm não se adequava ao atual calibre oficial de 5,56x45 mm, além de que a maior parte das armas em stock necessitavam de canos novos e muitas peças do percutor e mola recuperadora.

Para evitar que alguma PGR ou magistrado do ministério público diga que houve corrupção, o governo de António Costa teve a perclara ideia de incumbir o Departamento de Compras do Quartel Geral da Nato de escolher a melhor arma para o exército português. Por enquanto a Marinha e a Força Aérea continuam com as G-3, já que a espingarda não é a sua arma principal.

A arma escolhida, fabricada pelo gigante da defesa FN Herstal, é a SCAR L em calibre 5,56x45mm. Esta é uma das melhores espingardas de assalto da atualidade, se não mesmo a melhor. Com uso extenso pelo Exército Belga, Norte Americano, Francês, Esloveno e Lituano, assim como inúmeras Forças Especiais de outras nações, trata-se de  uma arma extremamente moderna, com tudo o que é requerido de uma arma para umas Forças Armadas bem equipadas e preparadas para combate de alta intensidade, e que apresenta uma fiabilidade e ergonomia adequada aos rigores do campo de batalha.

A escolha da nova espingarda de assalto vai influenciar muito positivamente a performance do Exército Português em combate. Isto porque não só estamos a reequipar com um novo calibre (5,56x45mm) que permite aumentar em muito a probabilidade de impactos no inimigo (aquilo que no estrangeiro se chama de Hit Probability) em relação ao antigo calibre (7,62x51mm) que não consente grandes cadências e demora demasiado tempo a reenquadrar a arma no alvo, como porque esta arma em especifico tem um sistema de amortecimento de recuo que permite ao militar não perder o alvo do seu enquadramento, mesmo em rajadas de fogo automático.

A velocidade de saída a bala da nova arma é superior à da G 3, atingindo os 900 m/segundo e o alcance vai de 300 a 800 metros, sendo de 600 metros o padrão. O acionamento automático é do tipo gás como nas Kalashnikov em que de um pequeno tubo ligado ao cano na ponta de saída recua um fluxo de gás que vai acionar o mecanismo de substituição da bala na câmara do percutor e de ejeção do cartucho.

Os paraquedistas portugueses utilizam já 2 mil espingardas com esse mecanismo que são as Galil de fabrico israelita, mas desenvolvidas pelos finlandeses a partir da AK-47 Kalashnikov, dado que a AR-10 e a G-3 são tidas como muito pesadas para estas tropas e envelheceram igualmente.

A substituição da Espingarda Automática G3 deverá começar já este ano de 2019, sendo que a Brigada de Reação Rápida terá a prioridade. Força de Operações Especiais, Comandos e Paraquedistas serão das primeiras unidades a receber a SCAR de modo a poder emprega-la nos teatros de operações onde estão empenhados.

O custo é de 41 milhões de euros a pagar de modo faseado com as entregas e incluindo no total 15.000 armas automáticas, 2 mil lança granadas, 550 espingardas de precisão de tiro a tiro tipo “Sniper” para serem utilizadas por aqueles soldados todos camuflados numa espécie de arbusto do qual só sai a ponta da arma. Também serão fornecidas 1.500 metralhadoras baseadas na espingarda automática.

Estas armas são fabricadas pela belga Herstal com base numa encomenda de desenvolvimento das forças militares norte-americanas, estando atualmente em serviço em 20 países nos quais é tida como a melhor arma automática de assalto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por DD às 19:26


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Setembro 2021

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930